Protec12 ® SSE
Sistema de Segurança
para Empilhadeiras

O Sistema PROTEC12® SSE foi desenvolvido para minimizar o risco de atropelamentos nos locais onde operam empilhadeiras e similares. Sua atuação começa por selecionar os operadores, evitando que pessoas não qualificadas utilizem equipamentos potencialmente perigosos. O operador deve apresentar seu cartão RFID ao leitor instalado no painel da empilhadeira. A partida do motor só é permitida se o operador está registrado na memória do sistema e se tem suas habilitações, como CNH, exames médicos, treinamentos, etc, rigorosamente em dia. Operadores não cadastrados ou com qualificações expiradas são automaticamente impedidos de ligar o motor. O sistema ainda monitora se o operador está no assento e com o cinto de segurança afivelado. Caso contrário, a operação não é permitida. Além disso, o sistema ajuda a manter o equipamento em condições seguras pois pode monitorar a execução de manutenções preventivas que, se não realizadas, impedem o uso. Ainda é possível exigir que o operador responda a um check-list de verificação no próprio display do PROTEC12® SSE antes de iniciar a operação. As repostas são registradas no banco de dados do sistema e ficam disponíveis para emissão de relatórios; tudo isso sem a necessidade de imprimir ou preencher formulários, nem de digitar os dados informados. Havendo alguma não-conformidade crítica o equipamento permanece indisponível para operação e pode até enviar um e-mail para o gestor da área e/ou para a manutenção, infomando o problema e acelerando a solução do problema. O módulo de proteção ativa do sistema monitora a presença de pedestres nas proximidades da empilhadeira enquanto esta se movimenta. Pedestres que circulam na área de operação têm etiquetas RFID instaladas em seus EPI (capacetes ou coletes) permitindo ao sistema detectá-los em uma área de exclusão ao redor do veículo. Essa ocorrência é rapidamente interpretada pelo sistema embarcado como uma pessoa em risco de atropleamento. O acelerador da empilhadeira é imediatamente desabilitado, evitando que esta continue acelerando em direção ao pedestre e são acionados sinalizadores luminosos e sonoros que alertam tanto o pedestre quanto o operador, permitindo que este acione mais rapidamente o freio. O corte imediato da aceleração, que força redução de velocidade, e os alertas emitidos, que minimizam o tempo de reação do operador e do pedestre, ajudam a reduzir substancialmente o risco de atropelamento, especialmente nos casos em que o operador está desatento ou quando não está vendo o pedestre. A empilhadeira somente será reativada quando o pedestre sair da área de segurança. Todos os eventos são registrados para que se possa emitir relatórios gerenciais quantificando a frequência de atuação do sistema. Os pedestres são reconhecidos por suas etiquetas, permitindo ao gestor saber quais colaboradores mais se colocam em situação de risco e dando-lhe condições de atuar preventivamente de forma individualizada. O sistema conta com etiquetas RFID funcionais que podem ser instaladas na área de operação e se destinam, por exemplo, a registrar a localiização do equipamento no momento da detecção do pedestre, evidenciando os pontos críticos relacionados ao problema ou ainda informar ao equipamento da proximidade, por exemplo, de uma faixa para travessia de pedestres, forçando uma parada compulsória. Pode-se também programar limites de velocidades de deslocamento específicas para cada área da planta. Ao transitar em excesso de velocidade, o sistema pode cortar o acelerador, mantendo a velocidade no nível programado.

Em conjunto, a atuação automática do sistema de segurança, todos esses outros aspectos do produto e as informações por ele geradas são um poderoso instrumento para a tomada de medidas preventivas adicionais, auxiliando a reduzir ainda mais os riscos.

Resumo - Principais Características

  • Todas as funcionalidades do módulo PROTEC12® com a inclusão do sistema de prevenção de colisão com pedestres;
  • Redução expressiva dos acidentes com atropelamento de pedestres;
  • Desabilitação automática do acelereador ao detectar pedestres em risco de atropleamento;
  • Verifica a validade das qualificações do operador antes de permitir o uso do equipamento;
  • Evita a utilização do equipamento por operadores não autorizados;
  • Acelerômetro opcional permite monitorar colisão com obstáculos e acelerações excessivas;
  • Monitora a realização de manutenções preventivas;
  • Preenchimento obrigatório de Check-list eletrônico de verificação antes de iniciar a operação;
  • Acionamento imediato de manutenção em caso de não-conformidade no Check-list;
  • Registra todos os eventos durante a operação e os disponibiliza em relatórios gerenciais;
  • Registro automático dos períodos de uso, ociosidade e manutenção do equipamento.
  • Banco de dados SQL com capacidade de intercâmbio de dados com outros sistemas gerenciais;
  • Empilhadeiras na área coberta por WiFi são monitoradas em tempo real;
  • Registro automático e individualizado dos pedestres encontrados em situação de risco de atropelamento;
  • Emissão de relatórios gerenciais detalhados sobre os eventos registrados, permitindo a tomada de ações preventivas adicionais;



Av. Dos Autonomistas , 896 – 17° Andar – Cj1701 – Torre I – Osasco – SP – CEP: 06020-010

Telefone / Fax: (11) 3681-1079